READING

O que rolou no 1° dia da Casa de Criadores

O que rolou no 1° dia da Casa de Criadores

Na última terça-feira (08), aconteceu o primeiro dia de desfiles da 41ª Casa de Criadores, em São Paulo. Essa é a primeira edição comemorativa do evento que celebra 20 anos em 2017, exaltando a criação autoral genuína e revelação de novos talentos da moda nacional.

No line up desse primeiro dia, apresentaram suas coleções:

· Brechó Replay e Diego Gama – O desfile performance, sob curadoria do Brechó Replay, mostrou coleção com base na moda de reuso e upcycling, onde as peças selecionadas passam pela transformação de Diego Gama que utiliza materiais não convencionais da indústria têxtil, como látex e aplicações de silicone com pedrarias e canutilhos. O elenco contou com participações especiais de Tássia Reis, Mc Soffia, MC Linn da Quebrada, além da apresentação de música experimental de Anna Pujol, e o pertencimento guiado pela música “Ponta de Lança” de Rincon Sapiência, que também esteve presente na performance.

casa3

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

· Fernando Cozendey – A coleção apresentada pelo estilista se chama AR e tem um perfume de anos 90, captando alguns hits de modelagem da década feita exclusivamente em jeans – da VICUNHA, apoiadora do desfile. Alguns dos acessórios apresentados foram feitos pelo próprio Fernando, em seu em ateliê. Mistura de técnicas típicas de costura em “moda praia” em roupas com shapes mais urbanos.

casa4

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

· Rober Dognani – O estilista, veterano na Casa de Criadores, é conhecido por seu corte inconfundível de grandes recortes, modelagens ousadas e criativas. Nesta edição, apresentou coleção black total com misturas de shapes e tecidos.

casa6

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

· Felipe Freire – Com o pensamento em um corpo livre de toda opressão binária, as criações de Filipe Freire são construídas para pessoas inusitadas, ousadas, onde a liberdade de cada um deve ser preservada e as bijoux completam o look ou se tornam o look em si, podendo ser usadas da maneira que desejar. A rebeldia que a “correntaria” carrega em sua composição completa exatamente o que Freire deseja transmitir na coleção Liberdade.

casa5

Foto: Marcelo Soubhia/FOTOSITE

· Cemfreio – Intitulada Fogo na Babilônia, Victor Apolinário traz pela primeira vez uma paleta de cores mais abrangente a sua marca que é conhecida pelo preto e branco, adionando o magenta, o mostarda e o verde oliva em sua construção. Enraizado em rituais da infância do designer paulista, a coleção Fogo na Babilônia é uma aproximação das essências ancestrais do homem negro: capoeira, rodas de gira e o fogo, criam o ambiente livre e leve, como o banhar na queda de uma cachoeira. Pablo Vittar fez uma performance marcante durante o desfile.

casa2

Fotos: Marcelo Soubhia/FOTOSITE


COMMENTS ARE OFF THIS POST

INSTAGRAM
@universohype